Protecção e Segurança PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

 

Os Escoteiros de Portugal, conscientes da sua responsabilidade enquanto movimento educativo, cuja acção é suportada por adultos voluntários, e dos problemas e riscos que existem na nossa sociedade para as crianças e jovens, assumiram como suas políticas fundamentais a Protecção das Crianças e Jovens e a Segurança e Saúde, expressas nos seguintes termos:


Protecção das Crianças e Jovens
A AEP assume como política a defesa e salvaguarda da integridade e bem-estar, em todos os aspectos, de cada um dos seus membros.

A AEP está comprometida em:

    a) Ter sempre em conta os interesses e bem-estar dos jovens;

    b) Respeitar os direitos, desejos e sentimentos dos jovens envolvidos na prática do Escotismo;

    c) Dar todos os passos praticáveis e razoáveis para proteger os jovens de abusos físicos, sexuais e emocionais;

    d) Promover o bem-estar dos jovens e a sua protecção dentro de uma relação de confiança.


Todos os adultos membros da AEP são responsáveis pela implementação da política de Protecção das Crianças e Jovens.

É responsabilidade de todos os adultos assegurar que:

    a) O seu comportamento é sempre apropriado;

    b) As regras para a protecção e integridade dos jovens são cumpridas;

    c) Desenvolvem as acções adequadas perante um suspeito, descoberta ou alegação de abusos de crianças e jovens;

    d) Reconhecem a posição de confiança em que foram colocados;

    e) As relações que estabelecem com os jovens que têm a seu cargo são a todos os níveis apropriadas e adequadas.

 

Segurança e Saúde

É política da AEP desenvolver o Escotismo de uma forma segura e com riscos controlados para garantir a saúde, o bem-estar e a segurança dos seus membros.

São obrigações de todos os envolvidos na prática do Escotismo procurar, dentro do que for razoável e praticável, assegurar que:

    a) As actividades são desenvolvidas de uma forma segura e com o mínimo de riscos para os participantes;

    b) Os equipamentos e edifícios destinados aos membros e outros são mantidos e utilizados de forma segura e sem riscos;

    c) É fornecida informação, instrução, formação e supervisão para assegurar a segurança e bem-estar de todos os envolvidos nas actividades e os que podem ser afectadas por elas;

    d) São feitos preparativos adequados para assegurar a segurança e a atenuação de riscos para o bem-estar e integridade referente ao uso, transporte, armazenamento, manuseamento de material, equipamento e substâncias que sejam perigosas ou potencialmente perigosas.


Todas as pessoas envolvidas na associação, adultos e jovens, são responsáveis pela aplicação da Política de Segurança da Associação.

É responsabilidade de todos cumprir as normas de segurança definidas para as actividades Escotistas e assegurar o seu bem-estar e segurança e dos outros.

As regras e normas de segurança e saúde são pormenorizados pela Chefia Nacional em Regulamento próprio, que poderá adoptar a designação de Guia de Segurança e Saúde da AEP ou equivalente.

 

 

 

texto adaptado de aep.pt