Bandeiras na AEP PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

A bandeira associativa é de cor verde-bandeira, com as dimensões de 1,45x0,80 metros, tendo ao centro a insígnia associativa, constituída pela Flor-de-Lis e Listel no centro, e, por cima da insígnia e em arco, os dizeres: "Associação dos Escoteiros de Portugal".
 
A insígnia associativa e os diferentes dizeres são de cor branca, sobrepostos no tecido das bandeiras e debruado a preto.
 
As bandeiras das Regiões e dos Grupos são semelhantes à da Associação, mas com a diferença de terem, por de baixo da insígnia associativa, a designação em rectilíneo, "Região de...", com a indicação do nome da Região, ou de "Grupo n.º...", com a menção do número do Grupo e da localidade onde este tem a sua sede. Por cima da insígnia associativa e, em vez da expressão "Associação dos Escoteiros de Portugal", passará a ter a expressão "Escoteiros de Portugal".
 
 
 
Bandeira do Grupo 129 de Torres Vedras
 
 
Os Grupos podem usar, nos acampamentos, em substituição da Bandeira do Grupo, uma flâmula triangular com as medidas de 0,40 de altura e 0,80 de lado, fundo verde-bandeira da qual apenas conste a insígnia associativa, o número do Grupo e a indicação de A.E.P..
 
 
 
Flâmula do Grupo 129 de Torres Vedras

As Alcateias, Tribos e Clãs não possuem bandeiras privativas. Nas cerimónias em que seja necessário uma bandeira associativa, usam a do Grupo.
 
De referir ainda que de acordo com o “Regulamento de hino, uniformes, distintivos, símbolos, bandeiras, cerimónias e outros objectos de identificação colectiva ou individual da Associação dos Escoteiros de Portugal” revisto na XLII Conferência Nacional em 2004, não se encontra contemplado o uso de estrelas nas Bandeiras de Grupo. Esta é uma tradição que alguns Grupos da AEP ainda seguem mas que no Grupo 129, seguindo os regulamentos da AEP, não se verifica.